Ranking de Seleções

O famoso ranking de seleções da Fifa é uma listagem interessante, mas distorções nos critérios produzem alguns resultados difíceis de justificar.

Seria possível montar um ranking melhor? Considero que sim. Por isso, montei um novo ranking mundial de seleções, incorporando elementos de outras listas bem-sucedidas, como a da ATP. 

Como funciona o ranking 

Existem duas formas de se pontuar neste ranking de seleções. Uma é com os resultados das partidas, de forma similar ao que acontecia no ranking da Fifa. A pontuação é calculada pelo produto de quatro fatores:

- Resultado da partida: 3 para vitória, 1 para empate, 0 para derrota
- Importância da partida: 6 para Copa do Mundo, 4 para torneios continentais e Copa das Confederações, 3 para eliminatórias da Copa do Mundo, 2 para eliminatórias continentais, 1 para amistosos
- Qualidade do adversário: de 1 a 8, de acordo com sua posição no ranking


1º colocado
8 pontos

51º ao 75º
3 pontos
2º ao 5º
7 pontos

76º ao 100º
2 pontos
6º ao 10º
6 pontos

101º ao 150º
1,5 ponto
11º ao 25º
5 pontos

Abaixo do 150º
1 ponto
26º ao 50º
4 pontos



*Para a primeira edição do ranking, foi considerada a posição das seleções no ranking da Fifa (a 1ª edição de cada ano). A partir da segunda, vale a posição das seleções no ranking anterior.

- Local da partida: 1,5 para jogos na casa do adversário, 1 nos outros casos 

Um exemplo: vencer a Espanha (1ª colocada), nas eliminatórias para a Copa, em Madrid = 3*8*3*1,5 = 108 pontos. 
Outro exemplo: empatar com San Marino, em campo neutro, em um amistoso = 1*1*1*1 = 1 ponto


Para o ranking, são consideradas todas as partidas entre duas seleções principais (não seleções olímpicas, nem “sub-”, nem combinados regionais) reconhecidas pela Fifa. Só têm fator maior que 1 jogos da Copa do Mundo, Copa das Confederações, torneios continentais e suas respectivas eliminatórias. As recém-criadas "Ligas das Nações" na Europa e Concacaf têm fator 2, por valerem como eliminatórias para seus respectivos torneios continentais. Todas as outras partidas são consideradas amistosos, mesmo que levem nomes de torneios (como o Superclássico das Américas, Copa das Nações do Golfo, Copa Cecafa, etc.). Em todos os casos, foi tomada como base a lista de partidas internacionais disponível no site da Fifa.

O outro modo de ganhar pontos é de acordo com a classificação dos torneios de seleções, de acordo com a tabela abaixo:

Torneio
Campeão
Vice
Semifinal
Quartas
Oitavas
1ª Fase
Copa do Mundo
1000
600
350
200
100
50
Eurocopa
500
300
175
100
50
30
Copa América
500
300
175
100
-
-
Copa Ouro
300
180
105
60
-
30
Copa Africana de Nações
300
180
105
60
30
20
Copa da Ásia
300
180
105
60
30
20
Copa das Nações da OFC
100
60
35
-
-
10
Copa das Confederações
200
120
70
-
-
-

*No caso dos torneios que tiveram mais de uma edição no período considerado (Copa Ouro e CAN), os pontos de bônus são divididos pelo número de edições realizadas. O mesmo vale para o índice de importância das partidas.
*Não há pontos de bônus para a 1ª fase da Copa América e da Copa das Confederações porque a classificação para esses torneios é automática (não há eliminatórias).

A pontuação de cada seleção em um ano é a soma dos pontos de desempenho, mais os pontos ganhos nas partidas dessas competições, mais os 8 melhores resultados (em termos de pontos) alcançados nos outros jogos do ano (amistosos e eliminatórias). Para montar o ranking, basta somar a pontuação obtida nos últimos 4 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário